Mobile

A precisão da Busca Local também no Desktop

Por Edison Morais 

Seu celular smartphone é o dispositivo mais apropriado para obter uma localização precisa. Ele foi construído para isso - quer você use o aplicativo de mapas e GPS ou simplesmente queira fazer um check-in pelo Foursquare ou Facebook. Boa parte da interação com o aparelho foi pensada na fácil localização que ele consegue disponibilizar.

É fácil localizar-se mesmo quando a ferramenta de localização pelo chip GPS está desligada, – o aparelho celular consegue se situar pela triangulação de pontos WiFi ou até mesmo pelas antenas de telefonia da região. Se somarmos todas essas possibilidades, teremos uma precisão assustadora, ao ponto de conseguirmos identificar a loja dentro de um shopping que estamos visitando.

Essa força de localização permite ao Google explorar a busca local cada vez com mais força no seu algoritmo. Quando realizamos uma busca pelo celular, é fácil procurar por restaurantes, bares, cinemas e já receber respostas baseadas em nossa localização. Mas essa busca local ainda não é explorada tanto quanto deveria por quem acha que seu futuro cliente não teria interesse em procurar o serviço via mobile. E, por isso, não se preocupa em dar informações de localização ao buscador.

Aqui está um motivo para se preocupar já com a localização na busca pelo desktop, pois o Google agora está usando a localização do seu celular na busca em computadores. Como? A resposta é simples. Basta você usar o mesmo login do Google no navegador (basta estar logado no Gmail ou Google Drive) e ter os aplicativos Google em um Smartphone (Android e iOS). Se o usuário tem um dispositivo Android, é praticamente certeza que ele já esteja logado em uma conta Google.

Quer ver? Faça um teste no Google: verifique se está logado e digite “onde estou”. Veja o exemplo abaixo:

O pontinho azul se refere ao meu local preciso, e o perímetro destacado reflete o bairro. O detalhe onde o Google assume o recurso e passa despercebido está no rodapé:

Podemos ver reflexos nítidos dessa personalização pela localização do celular para buscas mais genéricas - que o Google auxilia o usuário com a representação em mapa - como

cinemas, restaurantes, academias, hotéis.

As buscas locais não precisam ser somente da localização atual, mas também podem ser de uma região específica de interesse.

Que tal agora auxiliar os buscadores a incluírem o site de sua empresa nos resultados personalizados pela localização? O primeiro passo para isso é incluir a sua marca no Google Meu Negócio e no Bing Places. Depois é possível partir para técnicas mais avançadas, como a implementação de dados estruturados, que vão melhorar a visibilidade na busca local nos outros buscadores.

Ou seja, a importância de adicionar um contexto local ao seu site fica evidente, mesmo que ainda não tenha um site mobile. Afinal, já sabemos que agora a busca com intenção regional pode estar e vir de qualquer dispositivo com acesso à internet!

* Edison Morais é SEO Specialist da iProspect Brasil